Resenha da peça Usufruto de Lúcia Veríssimo

Publicado: 06/02/2010 por Cinthia Almeida em Cultura
Tags:, , , , , , , , , , , , ,

A grande confusão que fazemos quando tentamos definir o verdadeiro amor. Amar incondicionalmente, com liberdade e respeito. É assim que amamos de forma verdadeira?

Na peça Usufruto, escrita por Lúcia Veríssimo, questões relacionadas ao amor e a convivência dos casais são postas na mesa.

De uma forma intimidadora, os atores discutem a liberdade entre os amantes. Ter um relacionamento aberto, envolvendo outras pessoas é amar de verdade ou manter a possessividade que torna o relacionamento limitado, onde os dois vivem para os dois e o resto não importa. Como saber o que é o tal “verdadeiro amor”?

Na disputa por um apartamento os personagens entram num jogo perigoso, onde a verdade é a única regra. Traição, relações a três ou mais, envolvimentos homossexuais, desejos ocultos e outras “coisinhas”, são assuntos discutidos de forma envolvente. Quem conseguir resistir as suas verdades ganha o jogo e o apartamento.

No decorrer da peça, que é marcada pela ironia feminina e o machismo, o público se identifica com algumas cenas e complementam a atuação no palco. Os casais que se cuidem, pois discutir a relação pode ser a consequência pós evento.

A receita é conhecida, homem e mulher na famosa guerra dos sexos. A sedução fica por conta da mulher e o conservadorismo por conta do homem. A peça relata o cotidiano dos casais e das pessoas solitárias. Mostra a luta contra os padrões sociais e a vida dividida com a solidão.

Resumo da peça, em poucas palavras: reflexões sobre as escolhas amorosas, a pessoa certa para casar, com quantos sair e experimentar outras visões e sensações, colocar contra parede, resistir à sedução e outras “pimentinhas”.

Muito bom texto de Lúcia Veríssimo e excelente atuação dela e de Raphael Viana. Recomendo a todos que desejam fazer uma terapia de risos cujo foco é a tão complicada e sonhada “perfeição” nas nossas escolhas amorosas.

Por Cinthia Almeida

Serviço:

Usufruto

Texto: Lúcia Veríssimo / Direção: José Possi Neto / Atores: Lúcia Veríssimo e Raphael Viana

Local: Teatro FAAP

Rua: Alagoas, 903 – Higienópolis / São Paulo – SP

Dias e horários: 20/01/10 até 01/04/10 – quartas e quintas às 21h

Anúncios
comentários
  1. Erika de sousa disse:

    Adoro tudo que lucia verissimo faz ela e muito profissional e gosta do que faz assim contagia o publico parabens essa peca e um maximo bjuuus Erika…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s