19 de Abril: Dia do Índio

Publicado: 20/04/2009 por Tiago Araújo em Cotidiano
Tags:, , , , , , , ,

Dezenove de abril: Uma data para relembrar um povo que foi praticamente dizimado.

É incrível a simplicidade com a qual denominamos todos esses povos com apenas um nome: índios.

Pergunte a um yanomami se ele se acha parecido com um tupi-guarani? Mas nós, homens brancos (aliás mal sabemos nossa cor; mas para que  saber?), deixamos tudo mais simples: apaches, tupis, astecas, incas, maias, sioux, navajos e etc; são todos um povo só: índios! Como se os japoneses fossem iguais aos chineses (vá dizer isso a eles), brasileiros iguais aos argentinos, e etc.

Pois é, mais um dia 19 de abril chega, e lá vai a TV mostrar a aldeia tal, com os índios tais, que mantém até hoje costumes tais. Ou então a aldeia nos ”cafundós”, onde os índios ”já” votam, estudam língua portuguesa e ainda recebem auxílio do governo. Que legal, né?

As nossas crianças vão a escola, e voltam com peninhas na cabeça e as carinhas pintadas por um dia. Mas no dia seguinte, retornam aos super heróis americanos. O Homem-Aranha e o Batman, entre outros ”pokémons da vida” retomam seus postos de preferidos da garotada.

Toda ano a mesma coisa: homenagem aqui, homenagem acolá. Seria uma tentativa de aliviar um pouco a consciência? Sabendo-se da crueldade cometida pelos nossos antepassados e contemporâneos contra esse povo, estaríamos nós, apenas se solidarizando tardiamente com o irremediável: a provável extinção dessa cultura, tida por nossoa sociedade como primitiva.

Os índios estão fadados a desaparecer ou misturar-se entre nós, abandonando sua cultura. Deixam como herança as palavras que utilizamos para batizar coisas e lugares, e a lembrança de que, bem antes dos judeus, outros povos sofreram genocídios, e, nem por isso, são tão lembrados. Como se os índios remanescentes fossem capazes de preservar sua cultura por muito tempo. Como se isso bastasse para recuperar a honra e virtude de um povo que é o legítimo proprietário deste solo.

Depois de praticamente exterminá-los, e se fixar em seus domínios, nós os homenageamos com uma simples data.

-”Parabéns índios”!

Porém, amanhã, eu esqueço de tudo isso. Bom cara pálida que sou, pego um filme de ”bang-bang”, no qual o mocinho exclama cheio de pose:

– Índio bom, é índio morto!

Por Tiago Araújo Pereira

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s