Deficientes físicos no mercado de trabalho

Publicado: 11/04/2008 por evelyrocha em Universitário

Por Éveli Rocha

A UniSant’Anna é uma das instituições que vem se preparando para rerceber profissionais e pessoas com deficiência física. O objetivo é patrocinar a inclusão social.

O projeto é coordenado pela professora Sueli Ramalho, um exemplo de profissionalismo e dedicação. Ela tem Deficiência auditiva e, no entanto, em uma conversa, é um detalhe praticamente impreceptível.

A professora Nara, que tem deficiência visual, diz que encara sua patologia como algo que faz parte da característica dos seres humanos, como a cor da pele, estatura e peso. “Aprendi a conviver e aceitar como sou e isso facilita”, completou a professora ao dar uma entrevista para uma equipe de programa de TV do curso de jornalismo.

Os alunos que tem deficiência auditiva ou visual estudam em salas regulares de diversos cursos e contam com intérpretes e ledores para auxiliá-los nas aulas. A Universidade está desenvolvendo um projeto de audio, que visa colocar em CD/arquivo de audio, todos os livros da biblioteca.

As ações da Unisant’Anna contribuem ainda para preencher uma lacuna no mercado de trabalho, visto que há poucos profissionais com deficiência física capacitados para o mercado, segundo empresas de RH.

Anúncios
comentários
  1. cinthiajo disse:

    Olá Evely!

    Fico feliz em saber que a UniSant’Anna está lutando com todo força por uma causa tão nobre e humana, que é a INCLUSÃO SOCIAL!!!
    Parabéns pela matéria!

    Cinthia Almeida

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s